terça-feira, 31 de maio de 2016

Atualização 2016 05 31

Militância pela Democracia: Novembrada   

Vez por outra, ainda ouço o discurso sobre a intenção de cancelar o voto, o que é lamentável tendo em vista as grandes batalhas travadas em busca da conquista desse direito. Que a classe política anda desacreditada isso é fato, mas daí a renunciar um direito é um retrocesso e uma injustiça pelos que lutaram contra a ditadura e em favor da democracia no Brasil.
Uma das lutas mais fervorosas pela democracia ocorreu com a vinda do Presidente militar João Batista Figueiredo, o último da Ditadura, a Florianópolis. No dia 30 de novembro de 1979, houve confronto violento no Centro da cidade e o Presidente teve que sair às pressas. O episódio entrou para a História do Brasil com o nome de 'Novembrada', retratado mais tarde em um curta-metragem do diretor Eduardo Paredes. Premiado no Festival de Gramado, o curta 'Novembrada' contou com Lima Duarte como ator principal, com a presença de vários capoeiras (Mestre Pop, Moriel, Tuti, Júnior, China, Branco, Flecha, Pacato etc.) e de outras personalidades ilhéus no elenco.

Curta na íntegra


Militância pela Democracia: Selma

Outro filme que conscientiza sobre os embates pela conquista do direito a voto chama-se Selma. No enredo do longa-metragem está Martin Luther King, o mais jovem prêmio Nobel da Paz, ativista social pelos direitos civis do povo negro dos Estados Unidos.
Em 1965, após três tentativas, finalmente Luther King e os demais ativistas concluem a marcha que vinha da cidade de Selma até à capital do Alabama, Montgomery. A primeira das tentativas da marcha de Selma (sem a presença de King) gerou violentas intervenções policiais; a segunda foi interrompida pelo próprio Pastor; e a terceira foi concluída e chamou a atenção contra o racismo e pelos direitos eleitorais dos negros.



No Samba e na Capoeira, perdas irreparáveis

Mais uma perda para o mundo do samba: Mário Sérgio, um dos mais emblemáticos vocalistas do Grupo Fundo de Quintal. Já na Capoeira, quem partiu para o Olorum foi Mestre Gigante, famoso por ter tocado berimbau nas rodas de Mestre Bimba e de Mestre Pastinha, nas quais transitava livremente como poucos capoeiras conseguiam.














Próximas atividades

03 de junho: Roda/treino com o Instrutor Irani, no Centro de Artes Marciais (Cam), às 21h;
10 de junho: Roda/treino de Capoeira Regional com o Professor Juba, no Centro de Artes Marciais (Cam), às 21h;
11 de junho: Roda Junina/Arraiá da Capoeira, na Praça Central de Biguaçu, às 15h;

18 de junho: Encontro de Graduados – Bate papo com Mestre Pop.

Nenhum comentário:

Postar um comentário